Arquivo da Categoria: Educação Física

Educação Física nas escolas portuguesas…

Para memória futura, junto o meu ao olhar de meia dúzia de colegas sobre o estado da Educação Física nas escolas portuguesas.

ef_pt

Só nos faltava mais este…

Miguel Relvas anunciou ainda que o desporto escolar irá ser alargado ao 1.º ciclo do ensino básico.

“O Governo não faz campeões, mas cria as condições para que esses campeões sejam feitos. E, nesse sentido, o Governo criou todas as condições”, defendeu.

Convém ter presente que estas palavras são de Miguel Relvas. E quando Miguel Relvas toca num assunto, há que temer o pior. Depois da previsível machadada na Educação Física, porque não se esperaria outra coisa de um ministro sectário ofuscado pela matemática, resta o desporto escolar para a atrofia definitiva da escola. Ou será que ainda não perceberam que a educação física é uma forma específica da relação do sistema educativo com o corpo?!

À atenção dos iluminados do MEC

Quantas evidências empíricas serão necessárias para convencer pseudocientistas com responsabilidades governativas que a redução da carga horária da disciplina de Educação Física é nefasta ao desenvolvimento integral das nossas crianças e jovens?

Atividade física ajuda crianças com déficit de atenção e hiperatividade

(Estudo publicado no “Journal of Pediatrics”)

As crianças com déficit de atenção e hiperatividade têm um melhor desempenho escolar após a prática de 20 minutos de atividade de física, sugere um estudo publicado no “Journal of Pediatrics”.

Apesar de a maioria dos atuais tratamentos para o déficit de atenção e hiperatividade ter sucesso, muitos pais e médicos estão preocupados com os possíveis efeitos secundários dos mesmos, estando também os gastos com a medicação a aumentar.

Assim, este estudo mostra que a prática de exercício físico pode ser considerada uma ferramenta não farmacológica importante para este tipo de transtorno, a qual deveria ser recomendada pelos psicólogos. (continuar a ler)

À atenção de Nuno Crato

Declaração do Parlamento Europeu – Apoio reforçado da União Europeia aos desportos de base

A Declaração que a seguir se apresenta é proveniente do Parlamento Europeu, de 16 de Dezembro de 2010, e indica algumas das medidas que deverão ser tomada para um apoio reforçado da União Europeia aos desportos de base.

O Parlamento Europeu ,

–  Tendo em conta o artigo 165.º do TFUE,

–  Tendo em conta o artigo 123.º do seu Regimento,

A.  Considerando que o desporto passou a fazer parte das competências da UE,

B.  Considerando que o desporto representa um importante factor de coesão social e contribui para a realização de numerosos objectivos políticos, tais como a promoção da saúde, a educação, a integração social, a luta contra a discriminação, a cultura, e ainda a redução da criminalidade e a luta contra a toxicodependência,

C.  Considerando que a grande maioria dos europeus praticantes de desporto e de uma actividade física recreativa o fazem no âmbito do desporto de base,

D.  Considerando que a crise económica e a pressão sobre a despesa pública poderão ter consequências graves para o financiamento do desporto de base,

1.  Convida a Comissão e os Estados­Membros a promoverem o desporto para todos, reforçando o papel educativo e integrador do desporto e dedicando especial atenção aos grupos sub-representados, tais como as mulheres, os idosos e as pessoas com deficiência;

2.  Convida os Estados­Membros a garantirem que o desporto de base não seja afectado por reduções orçamentais drásticas em períodos de crise;

3.  Convida a Comissão a dedicar a atenção necessária ao desporto de base na próxima comunicação sobre o desporto, bem como a garantir um financiamento suficiente do programa da UE para o desporto a partir de 2012;

4.  Solicita à Comissão que tome em devida conta os resultados do estudo sobre o financiamento do desporto de base, no que diz respeito a uma eventual iniciativa da UE sobre os jogos de fortuna ou azar;

5.  Encarrega o seu Presidente de transmitir a presente declaração, com a indicação do nome dos respectivos signatários(1) , à Comissão e aos parlamentos dos Estados­Membros.

in: http://cnapef.wordpress.com/2012/10/21/declaracao-do-parlamento-europeu-apoio-reforcado-da-uniao-europeia-aos-desportos-de-base/

Não chega de lamber as botas?

Percebe-se melhor, depois de conhecida a boleia, o ziguezaguear do Cata-vento.

Hoje verborreia sobre o crime de lesa-pátria que foi o crescimento do grupo de Educação Física usando como argumento, o financeiro. Diz ele que fica caro. Diz também que o desporto deve fazer-se sobretudo nas associações e clubes desportivos. Defende que o Estado deve lavar as suas mãos nesta matéria…

150 minutos por semana chegam, diz lá do alto da sua cátedra o sabichão. Presume-se que a OMS, o Parlamento Europeu e os especialistas da área estejam todos enganados.

Lá pelo meio do texto ainda opina sobre a falácia que resulta do facto da classificação de Educação deixar de contar para a contabilização da média aos alunos que prosseguem estudos no ensino superior. O argumento é pobre, pobrezinho de todo. Parece que há alunos prejudicados porque têm notas baixas a Educação Física. “Não me parece que os alunos devam ser prejudicados na média por causa de não terem gosto nem aptidão pela Educação Física.” O professor José Soares já desmontou aqui o argumento biológico, mas o tipo faz ouvidos de mercador…

E a cereja em cima do bolo aparece no remate. Parece que corporalidade não é estruturante. Estruturante é superstição, não é Ramiro?

Destinatário: ministro Crato

Uma em cada 3 crianças tem excesso de peso – APCOI

Três dados chave sobressaem deste vídeo.

  1. Em média, cada criança fica 4 horas por dia em frente à TV. Esse tempo pode aumentar até 7 horas diárias no fim de semana.
  2. Uma em cada três crianças tem excesso de peso.
  3. Apenas 40% das crianças realizam atividades físicas extracurriculares.

Pergunta: Se apenas 40% das crianças portuguesas conseguem realizar atividade física fora da escola, o que será dos outros 60%? O que poderá obrigatoriamente garantir atividade física a todas as crianças?

Resposta: Duas palavras –  Educação Física 


Estudo endereçado ao ministro Crato

Não encontrei o registo no Público online (1). Com recursos muito limitados, produzi a imagem que se segue de uma notícia que nos dá conta dos resultados de um estudo longitudinal realizado pela FMH e que tem como destinatário especial o ministro da educação.

Não deixa de ser preocupante a desinformação do MEC, que mente descaradamente, ao declarar ao jornal que os alunos do secundário podem escolher a nota de Educação Física para efeitos de média de acesso ao ensino superior. Percebo a dificuldade em explicar essa decisão, mas haja decoro!

_____

Adenda: Foi disponibilizada ao final da tarde, aqui: http://www.publico.pt/Sociedade/alunos-que-fazem-mais-exercicio-fisico-tem-melhores-resultados-escolares-1558459?p=1