Silêncio comprometedor

No final da reportagem, no Repórter TVI desta segunda-feira, no «Jornal das 8»,a jornalista declarou que o Ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, e o secretário de estado da educação recusaram prestar declarações. Percebo o desconforto de quem olha para os professores como meros assalariados públicos e bens descartáveis de “unidades orgânicas” disfarçadas de escolas. Também percebo a falta de comparência. De facto, é cada vez mais difícil fundamentar a relevância social da profissão professor com medidas políticas que depauperam o seu estatuto.

Maria de Lurdes não fazia melhor!