Lógica cratense: Se piorarmos o que é mau, chegaremos ao bom…

Non seulement les élèves scolarisés en petites classes obtenaient de meilleurs résultats que les autres aux tests en mathématique, lecture et science. Mais surtout, cet effet bénéfique persistait et augmentait même après la cinquième année, c’est-à-dire une fois que les enfants étaient à nouveau tous regroupés dans les mêmes classes.

Em bom rigor, o número de alunos por turma era já elevado para suscitar melhorias significativas nos resultados escolares. E qual foi o raciocínio lógico-matemático do ministro Crato? Se a coisa já é má com 24 ou 25 alunos, não ficará muito pior se acrescentarmos às turmas mais 1, 2 ou meia dúzia de alunos.

É a isto que se chama uma trajetória de melhoria recorrendo a um burilado raciocínio lógico-matemático: se menos com menos dá mais, talvez piorando o que já está mau se alcance o sucesso.

E não é que a coisa agora começa a fazer mais sentido? Recorramos à lógica matemática, meus caros!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: