Cá se fazem…

Educação: Multa de 4 mil euros

O antigo secretário-geral do Ministério da Educação João da Silva Baptista foi condenado pelo Tribunal de Contas ao pagamento de uma multa no valor de 4005 euros. Em causa está a contratação ilícita de João Pedroso, irmão do ex-dirigente do PS Paulo Pedroso para consultor jurídico do ministério.

Este episódio é apenas a ponta do iceberg da promiscuidade de gestores de dinheiros públicos e uma horda de privados com ligações partidárias. É, porém, um fenómeno intemporal (porque não se circunscreve a uma dado tempo político) e apartidário (porque nenhum partido político com responsabilidades governativas se imunizou contra esta praga).

Mas não sejamos ingénuos! Que bom seria se o pobre legado político de Maria de Lurdes Rodrigues estivesse contido neste tipo de relações perversas…