Desmitificar a competição.

No blogue DemoCrato encontrei este texto, que terá sido escrito por um pai e educador, aparentemente confuso com a competição, sobretudo pelos sentidos que ela encerra.

O conceito competição é um conceito axiologicamente neutro. São os formatos e os objetivos que lhe determinam o sentido, tanto na competição desportiva como na competição escolar ou na competição profissional. Como instrumento pedagógico, a competição é promotora da transcendência e da superação e só a ignorância a conota, pejorativamente, como antónimo de solidariedade e partilha.

A competição permite comparar, equiparar, aferir e ajustar modos de ser e de fazer. Seria possível construir a auto imagem e auto conceito sem o confronto com o outro? Uma coisa é desaprovar as formas de competição exacerbadas cujo enquadramento pedagógico é discutível. Outra coisa bem diferente é defender o isolamento dos petizes em ambientes inócuos como se a vida, biológica e comunitária, não fosse ela própria uma competição.

Anúncios

13 thoughts on “Desmitificar a competição.

  1. Moriae 06/02/2012 às 20:55 Reply

    Este Pai não me parece nada confuso. E este teu post merece resposta cuidada. O que farei em breve. E viva a discussão salutar 🙂

    Só uma achega … fui educada num modo privilegiado. Porque para além da escola, liceu, fiz o conservatório (música). E mais privilegiada fui por me ter sido ensinado e demonstrado, que tocar melhor e ser melhor aluna dava enorme bem estar. E hoje em dia, quase que me irrita ter sido assim privilegiada. Mas vivemos neste mundo de …

    • Miguel Pinto 06/02/2012 às 22:11 Reply

      Força aí, Moriae. Fico a aguardar pela resposta 🙂

  2. Fernando Lopes 06/02/2012 às 21:46 Reply

    Miguel,

    Os conceitos que exprimiste no teu post podem fazer algum sentido para adultos, mas em crianças, como pai, deixam-me preocupado. É uma espécie de “darwinismo escolar”. A competição faz parte da vida, todos competimos, nem que seja com nós mesmo. Mas detectar estas características numa criança de 6 anos é preocupante. Aos 6 deve ser-se despreocupado e solidário, não competitivo. Que raio de adultos serão eles, se tudo é competição e nada é paixão?

    Abraço

    • Miguel Pinto 06/02/2012 às 22:29 Reply

      Fernando,
      1. Como referi no post, as formas competitivas das crianças e jovens devem diferir das competições dos adultos porque se considera que as crianças não são adultos em miniatura;
      2. A solidariedade pode, e deve, ser promovida nas competições das crianças e jovens. Competição e solidariedade não são antónimos.

      Abraço.

  3. de Barroso 13/02/2012 às 20:15 Reply

    Bem Miguel, tens toda a razão, não é possível constituir-se nada de humano sem a relação com o outro, é nele e a partir dele que muito do que somos ou queremos ser se conquista. Mas em boa verdade, há conceitos bem mais produtivos, com uma carga mais positiva e humana. Competição, confronto, não deixam de ser úteis para compreender as relações, mas há outros como solidariedade, partilha…
    Não queremos dicotomizar a questão, nem contrapor uma classe à outra. Mas no meio, entre estes dois pólos, há muito espaço para o desenvolvimento das crianças.

    • Miguel Pinto 13/02/2012 às 21:59 Reply

      Aproveito o teu comentário, de Barroso, para um pequena provocação: se a competição é tão nefasta ao desenvolvimento das crianças, por que carga de água não são abolidos os testes e os exames nacionais? 😉

  4. de Barroso 13/02/2012 às 22:15 Reply

    Porque a competição não é nefasta. Só é nefasta se for a única filosofia do sistema. Os exames nacionais são apenas uma forma de controlo sobre o trabalho dos professores, apenas e só isso, por mais que pintem o contrário. Discutir os testos e os exames sob o pano de fundo da competição poderá ser uma discussão algo limitada. Em todo o caso, não diabolizo a competição nem a coloco em rota de colisão com o desenvolvimento; antes pelo contrário. Havendo tantas capacidades a desenvolver, parece apenas redutor fazê-lo pela única via da competição ou fazer dela o elemento axial desse processo. Não sou dogmático nesse aspecto.

    • Miguel Pinto 13/02/2012 às 22:55 Reply

      ok,ok, subscrevo o teu comentário. Creio que importa situar o meu post e os comentários que se seguiram num esforço algo inglório, digo eu, de evitar a diabolização da competição. 🙂 Claro que o faço na condição de educador que se serve do desporto e da competição desportiva para promover o desenvolvimento das crianças e jovens. Abraço.

  5. de Barroso 13/02/2012 às 23:15 Reply

    Abusei certamente em fazer o reparo que fiz, mas sempre me pareceu que não tinhas sobre os valores da escola e da educação a ideia que o post sugeria.
    O desporto é uma óptima escola de valores, a oportunidade de explorar e viver a competição em toda a sua extensão e profundidade. Cada vez mais o entendo como uma formação e expressão de bom gosto, de cultura e de liberdade e não uma determinação de um dado modelo de civilização.

  6. Miguel Pinto 13/02/2012 às 23:40 Reply

    Não seria o primeiro na blogosfera a ensandecer 😆
    Obrigado pelas tuas achegas, de Barroso

  7. mariazeca 22/02/2012 às 23:29 Reply

    Considera-se previligiada quem acumulou liceu, conservatório, institutos de línguas e desportos de competição, federada, e sobreviveu feliz, solidária, com horizontes bem mais latos, e o mesmo tenta inculcar aos seus rebentos, quando o mundo quer que tenham os olhos não postos no futuro nem nos outros, mas apenas no chão?
    Ok, ainda bem que o fui.
    Ainda bem que tenho uma filha atleta e um filho “músico de vários instrumentos”.

    Competir ensinou-me a ser melhor pessoa.

    • Miguel Pinto 23/02/2012 às 22:19 Reply

      Como eu te percebo, mariazeca 🙂

      • mariazeca 23/02/2012 às 23:21 Reply

        Obrigada, Miguel. Nos tempos que correm, sabe bem 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: