Desmitificar a competição.

No blogue DemoCrato encontrei este texto, que terá sido escrito por um pai e educador, aparentemente confuso com a competição, sobretudo pelos sentidos que ela encerra.

O conceito competição é um conceito axiologicamente neutro. São os formatos e os objetivos que lhe determinam o sentido, tanto na competição desportiva como na competição escolar ou na competição profissional. Como instrumento pedagógico, a competição é promotora da transcendência e da superação e só a ignorância a conota, pejorativamente, como antónimo de solidariedade e partilha.

A competição permite comparar, equiparar, aferir e ajustar modos de ser e de fazer. Seria possível construir a auto imagem e auto conceito sem o confronto com o outro? Uma coisa é desaprovar as formas de competição exacerbadas cujo enquadramento pedagógico é discutível. Outra coisa bem diferente é defender o isolamento dos petizes em ambientes inócuos como se a vida, biológica e comunitária, não fosse ela própria uma competição.