Contra a “proletarização” dos professores

Escola tecnicistaPara os arautos do Neo-taylorismo na educação, há que legitimar qualquer medida que vise a “proletarização” do professorado. Não faltam especialistas em didácticas, práticas de avaliação e em tecnologias, disponíveis para uma produção prescritiva. Não faltam instrumentos ao alcance de um clique e a tentação de multiplicar grelhas, sequências e esquemas é enorme mas é inevitável que acabem por diminuir a autonomia profissional.

Basta percorrer quer a nova proposta da ADD, quer a regulamentação relativa à gestão escolar, quer toda a legislação que lhe está associada, para se encontrar um fio condutor, uma tendência dominante: o aumento das prescrições, do controlo, e o burocratizar cada vez mais o sistema.

É preciso resistir a esta tendência e lutar para conservar o “ofício” de ser professor. O caminho não pode ser outro.

Como diria Perrenoud, “há que apostar no desenvolvimento de saberes partilhados, na construção de competências profissionais mais concisas, na prática reflexiva, no trabalho sobre a ética e as finalidades….”

É preciso dizer, no entanto, que a profissionalização (que contrasta com a “proletarização”) não terá efeitos senão a médio prazo. A prioridade deve ser a formação contínua das pessoas (revista e que não seja um mero artefacto de progressão na carreira), uma aposta nos projectos escolares (coerentes, realistas e credíveis), o estímulo aos processos de inovação endógenos e às formas organizativas que facilitam a cooperação e a prática reflexiva.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: