Por que deseja a entropia, senhor ministro?

Não será um pormenor despiciendo para quem defende o rigor e a exigência na gestão dos escassos recursos educativos.

Nuno Crato já prometeu acabar com este modelo de avaliação. O actual modelo, com uma forte componente interna, apela à intervenção de um conjunto de avaliadores – os relatores – aos quais é atribuído um crédito horário de 45’ por cada 3 avaliados.

As escolas estão a preparar os horários para o próximo ano lectivo e, como é do conhecimento do senhor ministro da educação, essa creditação irá ser concedida aos relatores agora e não em Setembro.

Não continuando com a farsa desta ADD, o que propõe o senhor ministro:

  • Que em Setembro se dê uma volta aos horários dos relatores (e de todos os horários na medida em que as turmas já atribuídas terão de ser redistribuídas)?
  • Que se atribua creditação por um trabalho que não será realizado?
  • Ou que se imponha outro tipo de trabalho aos relatores para justificar essa creditação?

6 thoughts on “Por que deseja a entropia, senhor ministro?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s