A verdadeira autonomia de escola segundo Nuno Crato

A alínea f da matriz curricular do 3º ciclo do ensino básico traduz a ideia de autonomia de escola para o ministro da educação. As escolas podem decidir o que fazer com um crédito horário de 90 minutos semanais (dando largas à liberdade e autonomia) desde que o distribuam pelas disciplinas de Língua Portuguesa ou de Matemática ou utilizem para actividades de acompanhamento e estudo, de acordo com a opção da escola.

Matemática, Português, estudo, acompanhamento de quê? E se as escolas considerarem que esse tempo é necessário para promover a actividade física dos alunos numa lógica de prevenção da epidemia da obesidade?

Fantástico!

2 thoughts on “A verdadeira autonomia de escola segundo Nuno Crato

  1. na minha escola, o 8º ano tem tido mais um tempo lectivo de EF, que sai deste 0,5 crédito. É bastante útil quanto mais não seja porque a gestão dos 45 minutos de EF é terrível. Assim, os alunos têm 2 blocos de 90′. no 7º ano tem sido atribuído à biologia.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s