Arquivos mensais: Julho 2011

Serviços mínimos…

Anúncios

Jogo do gato e do (C)rato

Quem vai implodir primeiro?

Governo ainda não decidiu futuro do Magalhães e do programa e.escola

Ministério suspende novas turmas para adultos

Todos diferentes, todos iguais.

Quem fez a seguinte afirmação?

Um novo embrulho para a ADD

Os princípios gerais de proposta de novo Modelo de Avaliação de Desempenho Docente podem ser lidos aqui, no blogue do Paulo Guinote.

Não se trata de um novo modelo. Direi que se trata do refinamento do modelo actual, expurgando-se as pífias incompatibilidades intra-muros, embora se preserve a mesma lógica e, tudo leva a crer, o mesmo quadro de referência. Pelo que me é dado observar, a existir uma mudança radical no novo modelo, ela só se verificou ao nível do discurso do ministro. Dos princípios gerais enunciados só o nº4 e o nº5 me suscitam algumas reservas e a questão das quotas ficou por esclarecer.

4.º Princípio. HIERARQUIZAÇÃO DA AVALIAÇÃO com REFERÊNCIA EXTERNA, a fim de eliminar conflitos de interesses entre avaliadores e avaliados. Os avaliadores terão de pertencer a um escalão mais avançado que os dos respectivos avaliados. As aulas observadas serão efectuadas por professores do mesmo grupo disciplinar, mas exteriores à escola do professor avaliado.

O requisito do avaliador pertencer a um escalão superior ao do avaliado terá de ser complementado com a formalidade da habilitação académica do avaliador, que nunca poderá ser inferior à do avaliado.

5.º Princípio. VALORIZAÇÃO DAS COMPONENTES CIENTÍFICA E PEDAGÓGICA em sala de aula, tendo em vista a melhoria dos resultados escolares.

Prevejo a regeneração do debate em torno dos padrões de desempenho.

Já avisaram o senhor ministro…

… da educação? Liguem a limusina para o levar ao aeroporto.

Aluno português recebe medalha nas Olimpíadas de Informática

Sempre desconfiei da retórica do mérito e da excelência porque a considero redundante na educação. Ninguém educa para a mediania, ninguém legisla convencido de que vai deteriorar a qualidade do sistema de ensino e todos os actores querem acreditar que através da sua acção o sistema de ensino ficará melhor. A excelência é um imperativo ético!

Sabendo que os resultados da educação resultam de relações múltiplas e cruzadas entre variáveis intrínsecas e extrínsecas, é injusto e intelectualmente desonesto pretender explicar os resultados alcançáveis por meio de uma variável apenas.

É por isso que considero excessiva e demagógica a presença do ministro da educação no grupo de recepcionistas aos alunos premiados em concursos internacionais.

Acreditar que a presença do ministro da educação na comitiva de recepção aos medalhados será capaz de provocar os alunos do sistema de ensino de modo a investirem mais no trabalho para obter resultados de excelência, seria o mesmo que acreditar que os prémios de excelência do Cristiano Ronaldo catalisam a qualidade da prática dos nossos jovens futebolistas.

Já nos bastou um Sócrates populista!…

Sublimação

TABACARIA

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

(…)

Álvaro de Campos, 15-1-1928

Uma boa notícia

O uso de técnicas de rotulagem a determinadas áreas ideológicas, políticas ou profissionais, tem como objectivo descredibilizar opiniões contrárias ao modus vivendi instalado: Ou porque se é radical de esquerda, ou porque se está comprometido com os sindicatos, ou porque se tem medo de ser avaliado, o rótulo serve para desbravar caminho a incautos. Raras vezes produzem os resultados desejados porque nenhum dos pretensos atributos é negativo em si mesmo, assim como não são positivos os atributos contrários.

À míngua de argumentos susceptíveis de serem refutados, seria desejável que olhássemos para cada uma das medidas do governo sem pruridos, sem receio de criticar ou de anuir. Seria uma lástima que profissionais “livres de pensamento”, como devem ser os professores, ficassem reféns de preconceitos e de fantasmas ao serviço de uma qualquer agenda política.

Isto vem a propósito desta excelente medida tomada pelo ministro da educação, Nuno Crato, por mais lamentáveis que sejam algumas das suas consequências, designadamente, o aumento do desemprego docente:

Dos 400 professores que trabalham nas direcções regionais de Educação, 320 voltam, em Setembro, às escolas de origem.

As DRE´s prestam serviços redundantes e por isso devem ser extintas.