Para memória futura

“Um Governo firme no fortalecimento do Estado perante a intrusão de interesses privados, ou de clientelas partidárias e corporativas, nas decisões que dizem respeito a todos e que envolvem os recursos que são de todos.” (PPCoelho, discurso da tomada de posse)

E só bastava cumprir esta ambição para reerguer o Estado: Impedir que o Estado seja transformado em carcaça pelas clientelas partidárias e corporativas.

Estaremos despertos!…

Anúncios

2 thoughts on “Para memória futura

  1. fjsantos 21/06/2011 às 18:37 Reply

    Miguel,
    quanto ao controlo das clientelas partidárias nem me parece difícil.
    Já quanto às clientelas corporativas convém clarificar o conceito. É que se for das corporações cotadas em Wall Street, Londres, Paris e por aí fora, nem tenho qualquer dúvida. Tenho a certeza absoluta que nunca estiveram tão satisfeitas com qualquer governo deste rectângulo. Nem antes, nem depois do 25A

  2. Arya Stark 22/06/2011 às 15:01 Reply

    Não sei como é aí, mas aqui no Brasil estes discursos costumam ser rasgados já no dia seguinte à posse…
    Vicky

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: