O “Centrão” à rasca!

Alguns analistas parecem surpreendidos com a dimensão dos protestos, outros fazem análises retorcidas sobre o significado das manifestações, mas se há um elemento que é consensual em qualquer diagnóstico da situação, esse elemento é a precariedade.

Sabendo:

· que as acções de rua são essenciais para o condicionamento das agendas partidárias;

· que os partidos do centrão, e o apêndice predilecto, são os principais responsáveis pelo estado da situação dos precários porque são os procriadores das políticas,

pergunto:

como vai o centrão compatibilizar os apelos dos governantes, arautos neoliberais que lhes produzem os programas eleitorais, com os apelos dos governados, as mulheres e homens da rua e da luta?

Anúncios

2 thoughts on “O “Centrão” à rasca!

  1. José Luiz Sarmento 13/03/2011 às 14:42 Reply

    Como vão compatibilizar? Ora, da maneira como sempre compatibilizaram tudo com tudo: dizendo uma coisa e fazendo o seu contrário.

  2. IC 14/03/2011 às 02:08 Reply

    Continuo a teimar que, com o actual dirigente do PSD (e foi o PSD que o escolheu), não cabe no “centrão”, mas sim na DIREITA ao quadrado.
    Que vá para o Governo, mas com maioria absoluta… não! Aliás, Miguel, também era o meu medo quando o PS teve maioria absoluta. Mas o Sócrates era um medíocre (a meu ver), e o outro não é, para mim o que é é sinistro.
    Diz ao Henrique que gostei muito de o ver 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: