Por qué no te callas, Maria?

“O primeiro-ministro é uma pessoa de invulgar coragem e determinação. E isso tem sido um benefício para o País”, afirmou Maria de Lurdes Rodrigues, em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF para o programa ‘Gente que Conta’

A senhora regressou parafraseando um rol de vacuidades. Salvo as devidas distâncias, Hitler foi uma pessoa de invulgar coragem e determinação. E como é evidente, estes dois atributos, que não são fundamentais para se avaliar a marca de um governante, não fizeram dele um benefício para o país.

Por qué no te callas, Maria?