Mais vale tarde… ou o corno é sempre o último a saber?

O Governo reconhece que as provas de recuperação, realizadas pelos alunos que ultrapassam os limites de faltas, são uma "sobrecarga de trabalho" para os professores, "sem que se vislumbre um impacto" na melhoria das aprendizagens e no sucesso escolar.

"[…] o regime da prova de recuperação tem comportado, para os professores, uma sobrecarga de trabalho, sem que se vislumbre um impacto desse esforço na melhoria das aprendizagens e no sucesso escolar dos alunos […]", lê-se na proposta de lei do Governo de alteração ao Estatuto do Aluno.

Proposta de lei do Governo de alteração ao Estatuto do Aluno?