Secretário de Estado Adjunto da Educação abre o caminho à Ordem

Braga, 20 mar (Lusa) – O secretário de Estado Adjunto e da Educação, Alexandre Ventura, mostrou-se hoje em Braga favorável à criação de uma instância de autorregulação da profissão de professor e da elaboração de um código deontológico.

(…) Na opinião de Alexandre Ventura, ao órgão, que poderia chamar-se de "conselho superior das profissões de educação", competiria "garantir a qualidade do serviço educativo no interesse das crianças e dos jovens, das famílias, da sociedade e dos próprios profissionais da educação".

A inclusão deve admitir a auto-exclusão!

O alargamento da escolaridade obrigatória é uma medida progressista típica de uma sociedade moderna. A ideia de que todos devem ser escolarizados não suscita reacções alérgicas por dois motivos: 1º porque há um consenso na sociedade de que todos têm o direito a potenciar as suas capacidades; e 2º porque existe um consenso moral de que ninguém deverá ser refém das suas origens sociais e a escolaridade poderá corrigir as assimetrias do berço.

A escolaridade obrigatória existe porque se crê que a escola tem efeitos benéficos na universalização dos bens culturais embora subsistam resistências baseadas nas concepções discriminatórias acerca das possibilidades de alguns grupos e que reflectem uma visão estratificada da sociedade.

Se a cultura deve acessível a todos, ela deve ser plural no que concerne às formas e modos como pode ser impregnada nos sujeitos. A escola não é a panaceia para combater as desigualdades mas ao adoptarmos um modelo de escola monocultural, unidimensional, estamos a fazer da escola causa de uma desigualdade maior.

Se a escola deve capacitar o sujeito a singularizar-se, dando-lhe ferramentas de pensamento para se integrar na sociedade actual, não deve dar a esse mesmo sujeito o poder de se auto-excluir?

Isto vem a propósito de uma conversa com um aluno de um curso profissional, excelente aluno em estágio, mas que se recusa a concluir o curso, mesmo contra a vontade dos professores e do seu encarregado de educação.