Haja decoro!

Chove dentro do pavilhão? A culpa é do clima, dizem ministra e técnicos da Parque Escolar

[…] O pavilhão em causa foi concebido, segundo os técnicos da empresa pública Parque Escolar (PE), em função das condições climatéricas características do Alentejo. Daí que tem apenas uma cobertura, por causa das temperaturas elevadas habituais na região, não tem paredes para possibilitar uma melhor circulação do ar e consequentemente oferecer temperaturas mais amenas no Verão.

Um pavilhão sem paredes? Não foi este governo que anunciou um Programa de Modernização do Parque Escolar destinado ao Ensino Secundário que nos faria encher de orgulho?

Tenho denunciado neste blogue o grotesco da situação, que devia, que merecia, ser escalpelizada pelos órgãos de comunicação social. É um erro crasso e uma oportunidade perdida permitir que estas obras de requalificação sejam factor de estagnação do nosso desenvolvimento desportivo. Responsáveis?

José Sócrates e o PS que lhe dá guarita!

Anúncios

5 thoughts on “Haja decoro!

  1. Maria Lisboa 10/03/2010 às 21:31 Reply

    Há, “entre nós”, quem defenda esta tese dos pavilhões sem paredes, por termos um clima temperado.E apontam, para a sua construção, exactamente as zonas que têm maiores diferenças términas ao longo do ano (Alentejo e Algarve).

    Em Moçambique também vi disso. Em Nampula, onde estive, estavam a construir um pavilhão no Liceu, e o dito cujo nunca mais andava… tinha um tecto e umas colunas de suporte e os trabalhadores nunca mais voltavam para acabar o resto. Até que um dia, o reitor foi a Lourenço Marques e descobriu que tinham entregue a obra, dando-a como pronta. Lá protestou e voltaram para construir paredes. Quando vim, estava bastante avançado… todo em cimento, com os acabamentos por fazer, mas ia andando. Tinha palco, como os antigos pavilhões e até deu para fazer uma espécie de “sarau”. Não sei se depois o terminaram.

    No entanto, em Tete, vi um pavilhão desses. Só tinha sombra no interior ao meio dia! À hora a que o vi, a sombra estava a uns 20 metros, apaziguando o calor do capim envolvente. 😉

    Nota: taditos, nem o clima os ajuda! Agora até lhes estraga os efeitos das obras. Será por essa razão que também tem chovido numas escolas lá do norte onde o Parque Escolar tem andado a construir escolas do futuro?

    • Miguel Pinto 10/03/2010 às 21:42 Reply

      Álcool no rabo do outro é refresco, MLisboa. Há, “entre nós”, muita gente a precisar de ir para o terreno… claro que terão de abandonar os gabinetes climatizados. E basta um Inverno aqui no Norte 😉

      “No entanto, em Tete, vi um pavilhão desses. Só tinha sombra no interior ao meio dia! À hora a que o vi, a sombra estava a uns 20 metros, apaziguando o calor do capim envolvente.” 😆 Valha-me Deus…

  2. Maria Lisboa 10/03/2010 às 21:36 Reply

    térmicas… claro!

  3. Paulo G. Trilho Prudêncio 10/03/2010 às 22:36 Reply

    Viva Miguel.

    Sei que a coisa é séria mas confesse que me ri com vontade a ler a notícia. Obrigado.

    Abraço.

    • Miguel Pinto 10/03/2010 às 22:58 Reply

      Viva Paulo
      É isso mesmo: Rir para não endoidecer 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: