Alterações curriculares condenadas ao fracasso.

“Um ministro pode mudar os textos por decreto, mas não os procedimentos” (Perrenoud)

A propósito das alterações curriculares, de pormenor ou de pormaior, é bom que se defendam estratégias de alteração curricular que procuram melhorar as escolas a partir de dentro, mais do que reformá-las a partir do exterior.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: