Faz falta um Ubuntu na profissão docente.

images Por falta de assunto? Pelo cansaço? Pela excelente saidinha de fim-de-semana?

Não me faltam motivos para justificar o apagão de ano novo. De facto, não foi o esmorecimento, nem a regeneração. Foi uma mudança profunda, substantiva, de sistema operativo. Simbolicamente, é uma mudança que há muito desejo para a minha profissão. Uma espécie de mudança que toque o religioso: a alegoria da caverna aplicar-se-ia perfeitamente.

Não se trata apenas de um processo de conversão, de uma passagem do Windows (7) para o Linux, mas de algo radicalmente diferente: é um passadiço para um sistema verdadeiramente livre, embora, confesso, continuo com algumas amarras do Office por desprender. Este Ubuntu, na sua versão 9.10, surpreende pela flexibilidade e pelas imensas possibilidades no ambiente de trabalho.

E que falta nos faz um Ubuntu na profissão docente!…

Anúncios

One thought on “Faz falta um Ubuntu na profissão docente.

  1. IC 06/01/2010 às 00:21 Reply

    Sou um tanto conservadora nestas coisas. Podes explicar melhor? Já vi que é simples, seguro, discreto e… grátis – explica como se eu fosse muito burra como é que estes atributos fazem muita falta na profissão docente 🙂 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: