Credibilidade é uma palavra vã.

José Sócrates começou a campanha eleitoral oficial do PS a corrigir-se a si próprio. Se ontem à noite, à saída do debate televisivo com Manuela Ferreira Leite, prometera ministros novos em todas as pastas, hoje no Alentejo esclareceu que haverá “um novo Governo e novos ministros”, mas não prometeu que a renovação seja total.

“Eu não disse isso, o que eu disse é que vai haver um novo Governo e haverá novos ministros. Todos compreenderam o que eu quis dizer”, afirmou, à chegada à primeira acção de campanha, um almoço na casa do presidente da Junta de Freguesia de Mosteiros, concelho de Arronches. (in: Público)

Sócrates é incorrigível. Não entendo como ainda há quem o leve a sério.
Há pessoas que não crescem e serão adolescentes a vida toda!