Na mouche (II).

Eu, que por diversas vezes lhe criticara a ausência de distanciamento nas análises, sobretudo, nas pretéritas e erráticas análises às reacções dos professores face às medidas de política educativa de MLR, sinto-me obrigado a exaltar este texto de António Barreto.

AB

2 thoughts on “Na mouche (II).

  1. É um texto muito bom de facto. O Barreto é um excelente sociólogo e um bom analista.

    Na minha opinião mete a pata na poça relativamente a alguns assuntos, devido às convicções que tem sobre eles. Um exemplo disso é a defesa que faz da municipalização do ensino: noutros países talvez seja algo bom, mas em Portugal, com o caciquismo e o amiguismo que campeiam por aí, arrepia só de pensar nisso!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s