Haja paciência!

Dois dias ainda não são suficientes para recuperar da argumentação risível que foi utilizada para justificar a entrega dos OI’s.

5 thoughts on “Haja paciência!

  1. Gosto bastante daquela em que se diz: “ainda se fossem todos a não entregar… mas eu já sei que…”
    Parecida com: “Se todos tivessem decidido não ser titulares… mas eu já sei que…”
    Parecida com “se fossem todos a fazer eu até fazia greve… mas como já sei que…”

    Uma vez perguntei a alguém se tomava as decisões com base num vizinho “todo” para o qual acabava por não (nunca) contribuir… com desculpas… ou se decidia de acordo com a sua consciência individual… Reflectimos um pouco em conjunto sobre estas questões… mas acho que não existiram consequências…

    Gosto da coerência (seja em que sentido for). O que me tem incomodado muito é incoerência dos gestos… da assinatura do “não entrego” à fase do “o melhor é entregar porque afinal…” e lá vêm todas as desculpas e argumentos… 😦

    Gostar

  2. Miguel, agora percebo porque estiveste dois dias “mudo”, mas não te devias espantar , talvez nem decepcionares-te. Hoje disseram-me que na minha ex-escola todos entregaram os OIs mas só três pediram avaliação (leia-se avaliação ‘completa’, eu é que não chamo avaliação à outra, administrativa), e fiquei a perceber por que vi ex-colegas na manif que nem queria acreditar ver lá (Melhor dizendo, acho que já tinha percebido na altura).
    Brecht escreveu que os que lutam até ao fim são os imprescindíveis, mas ele referia-se a grandes causas, e o que me pergunto neste momento é que atitude – que solidariedade prática – , nesta causa que não é dessas grandes, grandes, nesta causa em que, se forem poucos a resistir até ao fim, esses poucos vão sacrificar-se inutilmente, que atitude, dizia, vão tomar todos os outros que se comprometeram assinando moções de suspensão da ADD e agora deixam sozinhos os poucos que cumprem o que assinaram. (Oxalá me engane e não sejam poucos)
    Enfim, não sei a resposta, provavelmente ainda muita coisa triste se vai ver.

    P.S.: Eu não julgo os outros, não quero nem devo julgá-los, mas… bolas! se não se quer fazer uma luta, tudo bem, mas então não se assine que se vai fazê-la! Receio que tudo isto vá acabar com a classe docente desprestigiada aos olhos da opinião pública.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s