Como avaliar a custódia escolar?

Albino Almeida, da Confap, frisou não existir nenhuma razão para justificar o fecho de estabelecimentos de ensino, uma vez que o funcionamento das escolas não é apenas assegurado por docentes, mas também por funcionários e auxiliares, que não estão em greve.

Rui Canário refere-se à escola pública «como um “parque de estacionamento” de potenciais desempregados, funcionando o prolongamento dos estudos (no contexto da escola e da formação profissional) como uma panaceia para conter artificialmente os problemas dos desemprego e do subemprego que tendem assumir um carácter endémico e ser minorados através das políticas de educação e de formação (Green, 1997)». A missão “camaleão” da escola não se esgota no quadro de relações entre a escola e o mercado de trabalho. A missão “camaleão” da escola emerge no dia-a-dia escolar e, principalmente, nos dias de greve de professores. A missão de custódia é a principal missão da escola pública. Sendo a principal missão da escola pública a guarda dos alunos, a principal missão do professor é saber como guardar o rebanho aluno.

Será assim tão difícil preparar um modelo de avaliação do desempenho para os “novos” guardas escolares? O pai da nação tem razão: Visto o problema da ADD nesta perspectiva, é realmente muito difícil entender tanta polémica!

3 thoughts on “Como avaliar a custódia escolar?

  1. Esta coisa do almoço deve ser aquela que é para avaliar no parâmetros da relação com a comunidade 😉

    Coincidência!
    Tinha acabado de colocar este comentário no umbigo:

    Serviços mínimos em educação?! Porquê?

    São as aulas a “satisfação de necessidades sociais impreteríveis”?

    Serão caso de vida ou morte se não forem dadas?

    Claro que não!

    Ah! Mas agora vem a história de que os meninos têm direito à refeição!

    E por acaso essa refeição é da competência dos professores?

    Claro que não!

    Só que as escolas fecham porque não há funcionários suficientes nas escolas para os serviços necessários do dia-a-dia quanto mais nos dias em que há greve de professores.

    Mas os pais, que não se preocupam com a inexistência de auxiliares de acção educativa porque os parvos dos professores resolvem todos os problemas das escolas, quando estes fazem greve, não conseguem perceber que o que não existem são funcionários, não conseguem perceber que ainda deviam era agradecer aos professores que todos os dias para além da sua função, se perdem na resolução de todos os serviços que não são da sua competência. Não conseguem perceber que são os professores que acompanham os alunos nos refeitórios, que são os professores que abrem as salas, que são os professores que ajudam a resolver a maioria dos problemas dos putos, que são os professores que fazem as fotocópias porque já não há pessoal para as reprografias, que são os professores que tiram faltas, que são os professores…, etc, etc, etc,…

    Infelizmente, por muito que o digamos, ninguém quer perceber o que se passa nas escolas.

    Ninguém, nem os pais, querem perceber as condições em que se trabalha numa escola! E estas condições são para todos, professores e alunos (e também funcionários, claro) Mas contra isto não vejo nem um pai levantar-se!

    Mas no dia em que fazemos greve, aqui d`el rei que as escolas fecharam e não há almoço!

    Mas a avaliação de professores é que é importante! Isso é que é uma questão política!

    Não vejo esta azáfama contra outros profissionais quando fazem uma greve! Não há transportes, paciência! Não há repartições públicas abertas, paciência! Não há consulta médica, paciência! Não há recolha de lixo, paciência!

    Mas nós somos o quê?! Os criados desta sociedade?! Os bodes expiatórios de uma política sem nexo?!

    Bolas que também é demais!

    PS:
    http://www.fersap.pt/fersap/modules.php?name=Forums&file=viewtopic&t=62&highlight=

    http://aparenciasdoreal.blogspot.com/2007/06/greve-e-servoos-mnimos.html

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s