Como avaliar a custódia escolar?

Albino Almeida, da Confap, frisou não existir nenhuma razão para justificar o fecho de estabelecimentos de ensino, uma vez que o funcionamento das escolas não é apenas assegurado por docentes, mas também por funcionários e auxiliares, que não estão em greve.

Rui Canário refere-se à escola pública «como um “parque de estacionamento” de potenciais desempregados, funcionando o prolongamento dos estudos (no contexto da escola e da formação profissional) como uma panaceia para conter artificialmente os problemas dos desemprego e do subemprego que tendem assumir um carácter endémico e ser minorados através das políticas de educação e de formação (Green, 1997)». A missão “camaleão” da escola não se esgota no quadro de relações entre a escola e o mercado de trabalho. A missão “camaleão” da escola emerge no dia-a-dia escolar e, principalmente, nos dias de greve de professores. A missão de custódia é a principal missão da escola pública. Sendo a principal missão da escola pública a guarda dos alunos, a principal missão do professor é saber como guardar o rebanho aluno.

Será assim tão difícil preparar um modelo de avaliação do desempenho para os “novos” guardas escolares? O pai da nação tem razão: Visto o problema da ADD nesta perspectiva, é realmente muito difícil entender tanta polémica!