Um plano tecnológico muito bem-vindo!

É impossível acompanhar e responder à multiplicação de opiniões bem fundamentadas sobre o estado da escola pública e, em particular, aos olhares lançados sobre a ADD. Longe vai o tempo em que a blogosfera docente inventava temáticas para reflectir, como se a actualidade educativa estivesse adormecida entre rotinas intra-muros.
Hoje, a actualidade ultrapassa-nos a um ritmo alucinante, para nossa desgraça. A reflexão passou para um plano secundário e somos apanhados a agir quase sem ter tempo para reflectir.
Será uma das razões para que os nossos opinadores de classe mais visitados, o Paulo, o Ramiro e o JMatias, entre outros, tenham recebido tacitamente, uma delegação de competências, sem que os próprios tivessem qualquer oportunidade para recusar essa delegação, e que consiste em desbravar o caminho e filtrar o trigo do joio da actualidade educativa.
A rede passou a fazer parte do nosso quotidiano e uma boa parte das decisões sobre a acção política têm sido buriladas à distância. A meu ver, alguns dos plenários de professores, que visam muitas vezes formalizar decisões tomadas noutro tempo e noutro espaço, têm sido germinados na rede por mimetismo. Direi que, paradoxalmente, o plano tecnológico, uma das bandeiras deste governo, tem sido um dos seus grandes obstáculos na luta contra os professores.

Que ingratos que nós somos! 😉