Arregimentar

As organizações de professores, não só as “históricas” como as “embrionárias”, lutam com o problema da mobilização. Crê-se que a dimensão da organização faz inchar o lóbi. Esta é apenas uma meia verdade que tem levado algumas organizações a desprezarem outras formas, porventura mais eficazes, “de levar a água ao seu moinho”. Mas adiante… Independentemente da dimensão da organização, há o eterno problema existencial que consome muita energia e ocupa milhares de neurónios: Como arregimentar professores fidelizando-os ao objecto da organização?

Eis o problema da filiação, que não é exclusivo das organizações de classe, e que é tanto mais difícil de resolver quanto maior for a diversidade de percursos profissionais, as diferentes concepções da profissão e os variados níveis de cultura e formação!

Se tiver a solução para este problema, acredite que tem tudo para ser líder 😉