Perverso exercício de solidariedade.

As contradições que se jogam na escola atravessam a todos os níveis as relações inter-pessoais. O fechamento pessoal, essa atitude de clausura e de rejeição à crítica e de reflexão sobre a prática, é o caldo onde se cozinham essas contradições.
Receio que a cultura de conivência com a incompetência e a falta de profissionalismo, o falso companheirismo que conduz ao silêncio, à protecção ou à defesa de comportamentos inadmissíveis, seja a porta de entrada da desprofissionalização docente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s