Representações…

Dois dias, uma agenda preenchidíssima, um breve passeio pela floresta. Podia ser este o roteiro da equipa da IGE que termina hoje a visita à minha escola.

Dos cinco domínios que, presumivelmente, estiveram em análise (1. Resultados; 2. Prestação do serviço educativo; 3. Organização e gestão escolar; 4. Liderança; 5. Capacidade de auto-regulação e melhoria da escola), será produzido um relatório que identificará os constrangimentos e as oportunidades, os pontos fortes e pontos fracos da instituição.

Uma avaliação externa com este formato, uma versão “relâmpago” de avaliação, será susceptível de confundir a árvore com a floresta? Não sei. Na pior das hipóteses dir-se-á que não reconhecemos a “nossa” escola observada pela lente do avaliador.