Debate

Acabou agora a primeira parte do debate.

A ministra identificou três equívocos da avaliação do desempenho sem ser capaz de os clarificar:
i) A avaliação é contra os professores; ii) A avaliação é importante mas o que se critica é o modelo; iii) Aceita-se a avaliação mas não há condições para a sua implementação.

Argumentou que:
i) Há que dignificar os professores premiando o mérito;
ii) Não há modelos perfeitos;
iii) O ME está a avaliar as condições desde meados de Fevereiro.
Não foi capaz de demonstrar que este modelo premeia o mérito; que o modelo anterior também era imperfeito; e que as condições de implementação não obstaculizam a premiação dos melhores.

Registo conclusivo: ficou por responder a questão “MUDAR PARA QUÊ”(?) se o modelo anterior admitia a possibilidade de premiar os melhores.

Os professores convidados não conseguiram demonstrar que o ME desconsiderou os professores. Foi bem explicado o processo pouco transparente e arbitrário do 1º concurso dos professores titulares.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: