Certificar sem qualificar!

Foi lançada mais uma pedra no charco do combate ao abandono escolar pela via do sucesso administrativo, através do recente diploma (por publicar em DR) que regulamenta o processo de reorientação do percurso formativo dos alunos.

O regime de equivalência entre disciplinas é, a meu ver, uma medida que desresponsabiliza os alunos das suas tomadas de decisão relativamente aos percursos individuais escolares porque lhes permite saltitar de área e de disciplina por critérios casuísticos.
Não posso deixar de manifestar o meu repúdio pelo facilitismo patológico relevado no normativo.