O sol do Allgarve pode estar a fazer mal a muitas cabecinhas pensadoras…

“Confederações querem possibilidade de despedimento por razões ideológicas.

As confederações patronais pretendem que venha a ser possível o despedimento por motivos políticos ou ideológicos, defendendo por isso o fim do artigo da Constituição que impede esta possibilidade. Em comunicado, estas confederações defendem ainda a limitação da greve aos interesses colectivos profissionais.”

Já que entrámos na fase de propostas iníquas, há que alargar o despedimento às razões clubistas! Já estou a imaginar uma fábrica têxtil da claque dos dragões castanhos, uma fábrica de calçado da claque dos diabos cinzentos, uma empresa de enchimento de chouriços da claque da juventude felídea, etc., etc.
Esta gente não se enxerga mesmo!

Não tenhamos qualquer ilusão: estas propostas ridículas pretendem apenas legitimar outras formas porventura mais subtis de precariedade.