Proporcionalidade…

O próximo presidente da Câmara de Lisboa vai herdar de Carmona Rodrigues, caso este não seja eleito, 49 assessores avençados com contratos no valor de mais de 1,3 milhões de euros.

Ora diga lá outra vez!?
É que ainda não me esqueci da (ir)relevante notícia que dava conta de gastos indevidos com os horários de professores pelas escolas do país. Lembram-se? 906.455,20 € de gastos indevidos que não permitiram construir paletes [como diria o verdadeiro artista] de bibliotecas…
Pois!…