Mais do mesmo…

No Reino Unido
[…]
Dado que o desenvolvimento capitalista exige competição e estando ele já como se acaba de referir, a sofrer também com os reflexos de uma crise que se avoluma, as orientações neoliberais preocuparam-se então em desviar as funções dos educadores do seu papel de «entidades messiânicas» concebidas pelo Estados-Providência (entidades essas que partilhariam a tarefa de construção de uma sociedade mais justa) para o de entidades que deveriam ajudar o sistemas económicos a manterem-se rentáveis e competitivos. Sentindo a crise e uma situação que Elliot (1998) descreve como sendo de «histeria política», professores, formadores e investigadores em educação passaram a «bodes expiatórios» (Cortesão, 2000).

Pois…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s