Arquivos mensais: Dezembro 2004

2005…

Um ano na passagem de ano

Começou assim:

“É um olhar dirigido à Escola.

Esse espanto será determinado pela perspectiva que o suscitar.”



[Baú]

Um abraço para todos os que por aqui passaram. Foram 17.500 visitas assinaladas [um valor incorrecto já que contabiliza as minhas passagens] que, perdoem-me a imodéstia, me estimulam ainda mais a prosseguir nesta viagem. Seria imperdoável não destacar uma presença regular: Para o Manuel [da escola] um grande abraço e só espero que permaneçamos na mesma carruagem por muito tempo.

PS: Que desacerto grosseiro o meu por não ter assinalado o primeiro aniversário do blogue Educar para a saúde do meu amigo Miguel Sousa. O seu campo de treinos [como ele o designa] tem sido fértil na problemática da actividade física associada à saúde. É mais um defensor da Escola Cultural como uma das soluções para os problemas da pós-modernidade.

Pelo caminho que já trilhamos juntos e pelo que falta percorrer, um bem-haja.

Blogame mucho

Agradeço ao[s] editor[es] do Blogame mucho [um blogue quente que gosto de visitar] pelo link ali confiado. Um abraço blogoEsférico [MJMatos esta expressão é sua] aos residentes Alonso, Besugo, Chabeli, Lolita, Manolo, Paco e Stkaneko.

PS: O agradecimento alarga-se à dupla adkalendas e José Gil [pelo mesmo motivo] do Transitando.

Uma medida para inglês ver.

Foi notícia na semana passada: O Governo anunciou em tornar o estudo do inglês nos terceiros e quartos anos do 1º Ciclo obrigatório. O Jorge escreveu no Profidências um texto que desmonta a medida anunciada.

“Não é o alemão a língua mais falada na Europa?, não está o espanhol praticamente a par com o inglês como primeira língua? Porquê o inglês e não o francês? Nós sabemos que o francês tem pouca utilidade, é o inglês que está na berra, mas não se estará a ser demasiado impositivo?”

:)

Pausa natalícia.

Bom Natal!

Quem passa …

… por aqui não dispensará o artigo de Fátima Bonifácio [“Público”] dissecado no Acontecencias.

Adorno.

Está pronto.

Depois da auscultação e de uma série de tentativas frustradas no template do blogger, o outro olhar está decorado para enfrentar a época festiva.

Agradeço os vossos comentários.

PS: Depois do comentário do Paulo decidi reunir o conselho superior cromático para decidir em conformidade. [Aqui que ninguém nos ouve… pela reacção dos conselheiros a coisa estava mesmo má!] Tudo voltará a ser como dantes!